O Novembro Azul e o Câncer de Mama Masculino

Como estamos no mês de novembro e muitos sabem que este mês é considerado o mês do Novembro Azul, resolvi escrever um post sobre o tema, mas não para falar do Câncer do Próstata (que eu considero um tema muito importante), mas sim sobre o Câncer de Mama, que atinge também os homens.

Muitos devem estar se perguntando agora: como assim? Sim!!! Esta doença, que atinge aproximadamente 28% das mulheres, cerca de 1% dos casos são diagnosticados nos homens.

Para constatar a doença, os homens devem estar atentos a alguns sinais muito importantes. São eles:
1 – Protuberância ou inchaço, geralmente, mas nem sempre indolor
2 – Pele ondulada ou enrugada
3 – Retração do mamilo
4 – Vermelhidão ou descamação da pele da mama ou do mamilo
5 – Inchaço nos linfonodos axilares

Fatores de risco
Geralmente, o Câncer de Mama atinge homens com uma idade mais avançada, aproximadamente, perto dos 60 anos e, em alguns casos, está ligada à mutação genética, por este motivo é tão importante investigar se existe predisposição familiares pois, todo paciente que tiver um histórico de câncer de mama na família precisa avaliar essa possibilidade e conhecer os riscos.

E não esqueça! Além do fator idade e de históricos anteriores de casos na família, a doença também pode estar relacionada com o aumento de hormônios femininos no corpo, o uso de determinados medicamentos (como antidepressivos e remédios para o câncer de próstata) e também com a obesidade, pois o aumento da gordura abdominal, aumenta a produção de hormônios como estrógeno e progesterona.

Como diagnosticar
Nos casos dos homens, pode-se notar algumas diferenças para que a doença seja diagnosticada, como:
1 – Tamanho da mama: a diferença da mama feminina para a masculina é o tamanho e, como os homens possuem pouco tecido mamário, fica bem mais fácil observar ou sentir pequena massas, sendo assim, desnecessário um crescimento muito grande do tumor para que ele atinja a aréola (pele que cobre a mama e seus músculos).
2 – A ausência de um programa de conscientização: a conscientização das mulheres para esta doença é muito maior, por este motivo, muitos homens não percebem possíveis sinais de alerta, ignorando os nódulos e muitas vezes até pensando que eles podem ser causados por uma inflamação ou algum outro motivo, e quando vão buscar auxilio médico, o tumor já evoluiu e cresceu.

Tratamento
O tratamento é o mesmo para homens e mulheres e pode incluir a mastectomia, quimioterapia, radioterapia ou até mesmo bloqueadores hormonais. Além disso, existe também a chamada “terapia alvo”, um novo tipo de tratamento que usa substâncias para identificar e atacar especificamente as células cancerígenas, provocando menos efeitos colaterais no paciente.

O que você achou do post? Deixe seu comentário…